11 dezembro, 2014

Situacionalidade no look

Ultimamente eu tenho pensado muito nisso. O termo "situacionalidade" me veio das aulas de Técnicas em Comunicação da faculdade, e quer dizer, objetivamente, se adequar a situação que você se encontra, ao tipo de pessoas com quem você vai falar e ao tipo de lugar que você vai.
Eu vivo fuçando blogs pra achar ideias de looks e recentemente tenho visto muito a moda da jaqueta sobre os ombros. Gosto muito e acho super lindo, mas... Não é simplesmente gostar, ter a peça e sair usando, né?
Não acho que fica um look legal pra ir a Igreja no Domingo pela manhã, muito menos na Quarta à noite. Mas aí é que entra a situacionalidade: algumas cidades/estados/países é comum uma determinada maneira de se vestir. Na Europa, por exemplo, se você for ao shopping com uma jaqueta sobre os ombros, será normal. Aqui no Nordeste, você vai parecer um ET, uma madame, ou algo entre isso. Não está em questão você ser como as outras e se vestir como elas, mas sim de se arrumar muito bem - sem ser um exagero, ou overdone.
Acho que esse exemplo ficou bem claro, se há um padrão de roupas para determinada situação, então nós temos que nos encaixar nesse padrão de maneira fiel a nossa personalidade e além do que é comum, mas jamais exagerando ou usando algo que deixa de ser fashion e vira "pisca-pisca" no lugar onde você tá. A linha entre fashion e loucura é muito tênue, tomem cuidado.      
Além disso, gostaria de dar um último exemplo bem básico que segue com fotos abaixo para ilustrar: Domingo, pela manhã, nós ocasionalmente temos mais tempo e disposição para o look e a make, então, consequentemente, é o dia em que mais nos arrumamos. Já na Quarta (ou qualquer outro dia da semana), todas nós estamos vindo ou do trabalho, ou da escola ou da faculdade, então, o look pede algo mais casual, sem tanto "embromation" na roupa, porque o padrão do resto das mulheres da Igreja é esse, o casual. E repito, você precisa sempre se arrumar além do que é esperado, mas não ultrapasse esse limite.
A discrição e a simplicidade na mulher é o que obriga a todos olharem seus gestos, seu falar, seu olhar e seus detalhes que revelam quem verdadeiramente é por dentro. 

  Eu amo os looks da Chris Fancini e da Paula Martins. Elegantes, fashion, mas sem loucura! Fiquem de olho no site aqui.

Decida ousar ou em cima, ou em baixo. É uma escolha certeira!      

Nenhum comentário:

Comente ~